COMO ESCOLHER UM BOM OPERADOR LOGÍSTICO

BLOG

HOME / COMO ESCOLHER UM BOM OPERADOR LOGÍSTICO
COMO ESCOLHER UM BOM OPERADOR LOGÍSTICO COMO ESCOLHER UM BOM OPERADOR LOGÍSTICO

COMO ESCOLHER UM BOM OPERADOR LOGÍSTICO

por Tamiris Tavares / 29 maio, 2018

Como os clientes estão cada vez mais exigentes, a cada dia que passa, as indústrias e empresas em geral mudam, com frequência, sua estrutura da cadeia de suprimentos, assim como suas estratégias logísticas para atender com excelência seus clientes.

Para que a indústria não gaste esforços e recursos com processos logísticos, mas se concentre em sua competência central, esta deve buscar um parceiro logístico que tenha sua identidade e que faça com que seus clientes fiquem cada vez mais satisfeitos. Tal satisfação deve existir não somente com a mercadoria adquirida, mas também é necessário que se observe a forma de sua aquisição. A facilidade e a agilidade devem estar presentes mesmo quando houver trocas e devoluções de mercadorias, visto que, para uma empresa ser bem vista por um cliente, é importante que ela tenha uma logística completa em todos os quesitos, seja ela e-commerce ou loja física.

Contudo, para a escolha de uma boa parceria, os operadores logísticos, além de oferecerem processos básicos de logísticas, devem também estar localizados nas proximidades de seus clientes ou em locais estratégicos que promovam a distribuição de mercadorias a todas as regiões a serem atendidas.

Esse operador deve obter espaços que comportem sua demanda, com total higiene e responsabilidade na armazenagem, para que não haja nenhuma avaria nos produtos. Outra alternativa também seria a de ceder seu espaço e contratar um operador logístico para atuar dentro de sua própria estrutura.

No entanto, para que tais ações se concretizem, devem-se levar em conta os diferenciais deste operador logístico. Logo, este operador deve possuir um bom sistema de gerenciamento de armazéns, assim como um WMS que otimize ao máximo sua operação. É importante também o compartilhamento de informações imediatas através de integrações diretamente para o ERP da empresa tomadora do serviço, como, por exemplo, o envio do status de processos de cada pedido ou até mesmo o saldo e a posição de estoque.

Para o êxito de tais processos, o operador logístico deve oferecer uma plataforma que acompanhe, através de relatórios em tempo real, todas as informações necessárias para a análise de sua demanda, sem ter que se preocupar, especificamente, com a operação logística. Com essas informações, todos os departamentos podem se programar, de forma mais enxuta, para que consigam maiores e melhores resultados em sua produção.